“Juntos podemos gerar mais lucros e empregos limpos e sustentáveis”

O mundo caminha para um nova economia, que se consolidará a partir de soluções que contribuam para reverter as mudanças climáticas e ao mesmo tempo gerar prosperidade para as atuais e futuras gerações.  

Isso significa mudar a forma como geramos energia, transportamos pessoas e cargas, produzimos bens e serviços. A boa notícia é que a América Latina é a região mais bem posicionada para tirar proveito dessa transição global. Para as empresas e empreendedores, há um universo de oportunidades no caminho para a redução das emissões de gases de efeito estufa.

Os países da América Latina oferecem condições ideais para desenvolver e dar escala a soluções que contribuam para reverter as mudanças climáticas. A região pode ser o destino natural do novo fluxo de capital proveniente de financiamento climático e fruto de compromissos de descarbonização de países e investidores de todo o mundo. Essa injeção de capital será crucial para retirar ativar muitas das economias latino-americanas.

As empresas que competem globalmente e as subsidiárias de empresas globais encontram aqui condições para produzir de forma mais competitiva do que em outros lugares do mundo. Por isso isso, decidimos criar um espaço para potencializar essas oportunidades de negócios.

Acreditamos em infinitas oportunidades para lançar novos produtos ou serviços; para ingressar em novas áreas de atuação ou mesmo para criar mercados completamente novos. As pessoas estão à procura de novas experiências, novos momentos que possam ser compartilhados e é isso que vamos proporcionar na Conexão Carbono: 1ª Feira Latinoamericana de Negócios Pelo Clima, a ser realizada em São Paulo, nos dias 11 e 12 de junho. Ela funcionará como um laboratório de soluções para transformação dos modelos de negócios, políticos e mentais para reverter a  mudança climática e ao mesmo tempo gerar valor e prosperidade.

Existem tecnologias e soluções para reverter a mudança climática, mas é preciso catalisar ações coordenadas entre atores do setor público, privado e com participação ativa da sociedade civil.

Por isso, nos dias 11 e 12 de junho, em plena Semana do Meio Ambiente, receberemos empresas, governos, investidores, formadores de opinião, pesquisadores e representantes da sociedade civil para se conhecer melhor, trocar experiências e fazer parcerias e negócios.

A feira de negócios oferecerá um espaço para estabelecer parcerias de valor para disseminar novos modelos de negócios, produção e consumo.  Além de exemplos e histórias mostrando sinais concretos da transição para uma nova economia do clima, serão realizadas Rodadas de negócios entre gestores públicos, empresas, investidores, provedores de soluções para fomentar parcerias e contribuir para mobilizar recursos para conduzir cidades e negócios por rotas de descarbonização.

Assim, pretendemos contribuir para:

  • Fortalecimento dos argumentos econômicos das ações climáticas
  • Mapeamento e disseminação de modelos de negócios e parcerias público-privadas que materializem as oportunidades relacionadas ao clima
  • Dar escala a negócios pelo clima por meio de parceria com grandes empresas e investidores
  • Fomento de parcerias público-privadas na área de infraestrutura verde e resiliente
  • Conversas sobre incentivos econômicos para negócios pelo clima

Juntos podemos encontrar novas soluções para reverter as mudanças climáticas, gerando empregos e lucros mais limpos e sustentáveis. Vem com a gente!

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on print
Share on email